Raw-violis de Pupunha com Queijo de Pignolis e Molho de Figos

O universo de Raw Food ou Comida Viva é imenso. São tantas as variedades e opções, as possibilidades e sabores! Confesso ter adquirido “alguns” livros . É uma confissão já que sou uma pessoa um pouco exagerada, e ao me interessar por um tema, acabo comprando todos os livros, lendo tudo que existe, fico literalmente fissurada por algum tempo. Estou descobrindo um universo rico e delicioso. Quero dividir muitas coisas com vocês, a teoria, a prática.

Acho interessante começar com as receitas que não usam desidratador. Ele é o “forno” dos raw foodies pois aquece os alimentos a baixas temperaturas evitando que as enzimas e vitaminas se dispersem como acontece com o cozimento convencional. Mas dá para fazer tantas preparações sem ele!

Para resumir a Cozinha Viva – alimentos in natura, frescos, que não são aquecidos a mais de  47℃. É uma cozinha que valoriza as propriedades naturais dos legumes, verduras, grãos, sementes e oleaginosas.

A praticidade é incrível! Em minutos você prepara pratos saborosos e saudáveis, não tem como não se apaixonar. E a felicidade em saber que o corpo ficará em ótimo estado, os olhos serão agradados pela beleza e cores desta comida tão rica e o paladar ficará super agradado!

No caso de temperos, vinagres, óleos, refinados, existe a controvérsia sobre quais ingredientes são realmente RAW e quais são processados. Eu já escolhi minha linha que será VERY RAW, ou Culinária Bem Viva, mas sem neurotizar. O que vale é melhorar o que comemos, mas sem stress!

Um ingrediente super usado nas preparações Raw é o Nutritional Yeast, uma levedura natural com leve sabor de queijo, nutricionalmente excelente não vendida no Brasil. Comprei a minha pelo site Ebay, chegou direitinho! Ela não é essencial, mas dá um gostinho bom!

Raw-violis

Imagem

Ingredientes para 2 pessoas

24 discos de palmito pupunha fresco

1 xícara de pignolis crus bem lavados e hidratados por uma hora

1 colher de sopa de Nutritional Yeast (opcional)

1 limão espremido

6 figos turcos deixados de molho em 1/2 xícara de agua por 1 hora

1/2 xícara de aceto balsâmico

amêndoas em lasca lavadas e desidratadas (ou torradas mesmo)

folhas de manjericão para decorar

sal marinho ou sal rosa do himalaia (nos melhores mercados voce encontra)

Preparo

Queijo de pignolis

Bater os pignolis, limão e nutritional yeast, sal e pimenta a gosto em um processador até que fique cremoso.

Molho de Figos

Bater os figos com a água e o aceto balsâmico, temperar com sal e pimenta a gosto.

Montagem

Colocar 6 discos de pupunha no prato, colocar uma colher de sobremesa rasa de queijo em cada uma. Cobrir com outro disco de pupunha sem apertar demais. No centro de cada ravioli colocar uma colher de molho de figos, um punhado de amendoas e folhas e manjericão rasgadas.

Os pignolis podem ser substituídos por castanha de caju crua que deve ser lavada e ficar de molho em água filtrada de 2 a 3 horas.

Mais fáci e delicioso impossível! Me contem se gostaram!

Um comentário sobre “Raw-violis de Pupunha com Queijo de Pignolis e Molho de Figos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s